Sem banners disponiveis


Nilda Santana encanta as noivas com a coleção Bridal Dreams

A estilista mostra o amor pela arte que domina com elegância, simplicidade e ousadia
A estilista mostra o amor pela arte que domina com elegância, simplicidade e ousadia

Perfeito. Essa era a palavra mais ouvida entre as atentas e maravilhadas noivas que assistiam ao desfile da coleção Bridal Dreams, da estilista Nilda Santana, realizado no salão nobre do Buffet Casa Rosada, em Umuarama.

Num ambiente cuidadosamente preparado, ao impecável som de um violino, as modelos surgiam, cobertas por uma leve névoa, e como num sonho, aos poucos os vestidos se revelavam na passarela, um a um, trazendo o que muitas noivas já haviam desistido de encontrar: o vestido dos sonhos.

 

O nome não poderia ser mais apropriado: Sonho de Noiva. Mas diante delas estava a realidade desenhada pela estilista, que mostra o amor pela arte que escolheu e que domina com elegância, simplicidade e ousadia.

Nilda Santana faz sua pesquisa de criação um ano antes de lançar a coleção pois, às vezes, espera até seis meses por uma renda. São rendas valencianas, italianas etc., que demoram para chegar, mas ela diz que essa espera compensa, porque as clientes elogiam muito sua coleção, e afirmam que dá para ver claramente que são tecidos diferenciados e exclusivos. Em seus bordados também se notam o design em auto relevo. As pedrarias luxo, em cristais swarovski, pérolas e strass, resultam em uma coleção que impressiona sempre. A Coleção Bridal Dreams, de Nilda Santana apresentou 20 vestidos, exibidos por lindas modelos. Cada detalhe encantava, com brilho sutil, uma das marcas da estilista.

Ayla Morais disse que o desfile foi mágico
Ayla Morais disse que o desfile foi mágico

Ayla Morais vai se casar dia 22 de abril de 2017. Disse que já veio ao desfile sabendo mais ou menos o que esperava encontrar, porque, como toda noiva, já viu muitos vestidos desde que decidiu se casar. A sensação que ela descreve é, no mínimo, inusitada. “Foi mágico. Eles fizeram todo esse trabalho com violinos, com músicas que são para esse momento. Ficou emocionante. Toda menina que sonha em se casar, sonhou com isso desde criança, e é como ver aquele sonho de uma vida toda diante de você. Eu sonhei com isso desde criança e estou vendo uma parte desse sonho de criança aqui hoje. Para mim, é uma emoção parecida com a que senti na formatura. Na colação de grau, quando está para chamar seu nome, o coração dispara. Quando a modelo entrou na passarela, usando o ‘meu vestido’, veio um sentimento de euforia, como se tivessem chamado meu nome… e entrou o vestido”, narrou a jovem.  O vestido escolhido por Ayla mescla um pouco de romantismo com ousadia.

Modelo Plus Size

Uma atração à parte foi um modelo pluz size que encantou as noivas mais cheinhas. Nilda diz que tem a preocupação em trazer modelos como estes porque as mulheres que não correspondem exatamente ao padrão que habitualmente desfilam nas passarelas, vão a esse tipo de evento com a expectativa negativa de que não terá nada para elas. “Elas sempre acham que não vão encontrar nada apropriado para seu corpo. Até quando chegam no ateliê, a expectativa é negativa, porque estão costumadas a ouvir nas lojas ou a perceber nos olhares das pessoas que as atendem que, de fato, não tem nada ali para elas”, lamenta Nilda. “Aqui sempre temos modelos plus size e quando não tem nada que agrade à noiva, confeccionamos sob medida, do gosto dela. Sempre temos modelos para provarem, e isso as deixa tranquila”, afirma.

Olhar atento a cada detalhe

Nilda participa de cada passo na criação e produção do vestido
Nilda participa de cada passo na criação e produção do vestido

Toda produção do ateliê tem o olhar de Nilda Santana em cada detalhe. “Eu participo de cada passo na criação e produção do vestido. Mando pessoalmente para o corte, acompanho a montagem, a fase de preparo para o bordado e o acabamento.  Depois acompanho a prova”. Essa proximidade começa bem antes, no contato com a noiva. “Eu converso com a noiva, então, ela espera a minha presença em cada etapa. E na hora da prova, explico em detalhes o que está sendo feito, para que ela fique segura de que tudo que me confiou está merecendo atenção especial. A prova é o momento de esclarecer todas as dúvidas da noiva”, pondera a estilista, acrescentando que esse acompanhamento permite que em todo o processo de produção dos vestidos sejam feitas, no máximo, três provas. “Mais do que isso é porque o vestido deu errado. O meu vestido, se eu quiser fazer uma prova e entregar, fica perfeito, porque começa certo desde o corte. Se tem um bom corte, vai dar poucos ajustes. Na primeira prova, a noiva já vê seu vestido com o bordado, praticamente pronto. A noiva tem de colocar o vestido pela primeira vez e se sentir segura. Só faço uma terceira prova, por excesso de cuidado, porque às vezes a noiva emagrece com a proximidade do casamento”, constata Nilda.

Inovar é preciso

Sensualidade em alta,  os vestidos abusavam da transparência, como se fossem tatuagens
Sensualidade em alta, os vestidos abusavam da transparência, como se fossem tatuagens

Nilda Santana gosta de inovar. E em cada nova coleção traz algo que surpreenda. Dessa vez, a sensualidade estava em alta. “O sensual é uma tendência, porque hoje a mulher cultua muito o corpo, mas na passarela, a gente coloca uma sensualidade um pouco a mais do que é permitido, porque o desfile é mais conceitual”, explica.  “A moda é lançada na Europa, e a grande pedida são os vestidos com transparência, como se fossem tatuagens”, elucida. “Eu oriento que, na igreja, a noiva tenha o bom senso de não colocar algo muito sensual. Já no segundo vestido, a segunda troca da festa, pode abusar um pouco mais da sensualidade”, reforça.

Durante o desfile, alguns modelos usaram vestidos com e sem forro. A estilista esclarece que faz isso porque as noivas querem saber se dá para trocar na festa. “A noiva pode usar por baixo uma saia longa ou até o joelho, em nude, e o mesmo vestido, pode ser usado na cerimônia na igreja e depois na recepção, porque fica mais leve, para que a noiva fique confortável até o final da festa”, afirma.

Personalidade da noiva nos traços do vestido

As noivas querem o vestido dos sonhos que as representem.
As noivas querem o vestido dos sonhos que as representem.

O tempo passa, mas as mulheres continuam mantendo o sonho romântico de se casarem de vestido branco, mas não se trata tanto de tradição, hoje elas querem o vestido dos sonhos que as representem. “E eu não faço um vestido porque acho bonito para mim, eu faço o vestido de acordo com a personalidade da noiva. Algumas têm estilo clássico. Por isso, tem vestido de noiva que daqui a 20 anos, ela olha o álbum e o vestido ainda é bonito. Não sai de moda”, ilustra. “E tem noiva que é ousada, moderna, que não quer um vestido só, quer dois, quer três e tem as querem até mais”, elenca.

 

O lado psicólogo da estilista

Nilda Santana faz uma análise completa do estilo e comportamento da noiva. E aí entra em cena a porção psicóloga da estilista. Não à toa, um dia ela pensou em fazer psicologia, e chegou até a prestar vestibular para a área. Mas seu talento como estilista falou mais alto, e ela aplica sua psicologia no dia a dia com as noivas. Ela orienta, pondera, abranda, tudo para que se chegue a bom termo para todos, evitando conflitos familiares desde o dia do casamento. “Há uma linha muito tênue entre o sensual e o vulgar e é preciso ter esse cuidado”, lembra a estilista.

Nilda revela que já chegou, em alguns casos, a falar com o noivo para se certificar de que o sonho da noiva, quando muito ousada, não iria constranger ou deixa-lo enciumado. “Tem noivas que pedem decote profundo, na frente e atrás e ainda uma fenda no vestido. E eu sempre as oriento que, se querem a fenda, não abram tanto o decote. Se quer decote grande, faça o vestido sem fenda”, pondera. “Em qualquer coleção, prevalece o bom senso de ser bonito e sensual, mas nunca vulgar, principalmente em vestido de noiva, que pode ter uma curva bonita no decote, mas com o cuidado de não aprofundar tanto”, relata.

Nilda admite que, em alguns casos, não adianta, é uma questão de estilo da noiva, mas a maioria tem bom senso e entende que o exagero compromete a elegância.

Além dos traços do vestido

Nilda assessora as noivas também nos cabelos e maquiagem
Nilda assessora as noivas também nos cabelos e maquiagem

O trabalho de Nilda, decididamente, não se resume aos traços do vestido. Ela acaba assessorando em todos os detalhes, como, por exemplo, no cabelo. “Tem noivos que querem a noiva de cabelos soltos. E elas ficam divididas, pois sabem que com o cabelo preso ficam bem arrumadas por mais tempo. Particularmente, gosto de cabelo preso na igreja, porque vai com o véu e o rosto fica mais limpo. Mas se ela quer agradar o noivo, oriento que faça solto só na igreja, porque não cai o penteado, e sempre prendam para a festa porque as pessoas abraçam para cumprimentar e vai amassando, caindo. O preso é bonito até o final. E agora tem opção, porque os cabeleireiros estão indo na festa, para fazer esse segundo penteado, para mudar, de acordo com o que a noiva quer. Isso evita que, depois, ao olhar o álbum, a noiva diga que queria ter usado o cabelo preso e foi solto ou vice-versa. Se dá para ter os dois looks, que se opte pela praticidade”, orienta.

Outro detalhe que não escapa aos olhos e às dicas de Nilda Santana é a maquiagem. No desfile moda noiva imperou a maquiagem natural. “Eu quis maquiagem mais leve, nada carregado, nada de olhos ou bocas muito marcados. Esse é o meu estilo. A noiva fica mais bonita assim”, opina. E essa opinião ela leva para o dia a dia no seu trabalho. “Tem noivo que tem medo de chegar na igreja e não reconhecer a própria noiva. Então, eu sempre recomendo uma maquiagem mais nude, um batom cor de boca, no máximo rosinha, o olho não tão carregado, para que a noiva apareça, e depois se reconheça nas fotos”, aconselha. “Minha maquiadora diz que existe o make nude e o make Nilda. E no make Nilda o destaque é a beleza da noiva, sem exageros”, enfatiza a estilista.

Uma questão de felicidade

Nilda santana se acostumou a  estar próxima das noivas, de conversar, de ser acessível. E é feliz assim
Nilda santana se acostumou a estar próxima das noivas, de conversar, de ser acessível. E é feliz assim

Nilda Santana é um nome forte na alta costura de Umuarama. Uma estilista respeitada. Seu Ateliê é bonito e glamoroso. Mas isso não significa que seja uma profissional inacessível. Ao contrário. Aliás, ela diz que atende a quem a procura com carinho especial, e de maneira igual. “As noivas se apaixonam pelos vestidos, mas ainda tem aquelas que têm medo até de perguntar o preço”, admite.

Mas as que procuram a estilista, mudam de opinião. “Teve uma noiva que assistiu ao desfile, amou um vestido e veio falar comigo. Me confidenciou que não foi ao meu ateliê porque teve medo, achou que fosse caro. Quando eu disse o preço, ela comemorou: é meu esse vestido. O casamento está bem próximo e ela até já tinha alugado o vestido, mas decidiu pagar a multa, mas não abriria mão de se casar com o vestido que tinha sonhado”, conta Nilda, realizada.

Ela diz que trabalhar com preços populares, numa loja do padrão do Ateliê Nilda Santana, tem dois lados. “A gente tem muito trabalho, mas eu me acostumei com esse atendimento, de estar próximo, de conversar, de ser acessível. E se meu ateliê fosse elitizado, eu perderia esse contato que gosto tanto. Sou feliz assim. É o jeito que eu gosto de trabalhar”, resume.

 

Fotos: Ackley Serrano fotografia

 

Categorias: Galeria de Fotos,Moda&Beleza