Sem banners disponiveis


Casais brasileiros conversam sobre suas fantasias sexuais

Para 16% das mulheres, os parceiros são caretas, moralistas ou sem criatividade
Para 16% das mulheres, os parceiros são caretas, moralistas ou sem criatividade

O lançamento do filme “50 tons mais escuros”, da trilogia “50 tons de cinza”, acendeu a imaginação e o assunto: só se fala em fantasias sexuais. O assunto rendeu até uma pesquisa, realizada no final de 2016, pelo Instituto do Casal, que revelou que 72% dos casais conversam sobre fantasias sexuais.

Segundo especialistas, esse dado é muito importante, já que, quando um casal se sente à vontade para falar de seus desejos, passa a ter mais intimidade e compreensão sobre o que outro deseja.

A pesquisa mostrou também que as mulheres estão bem atiradinhas. Cerca de 16% das entrevistadas declararam considerar seus parceiros caretas, moralistas ou sem criatividade quando o assunto é fantasia sexual. Será que eles estão deixando a deseja na hora de realizar os desejos femininos?

Para a psicóloga e especialista em sexualidade e terapia de casais, Marina Simas de Lima, a maioria das pessoas tem fantasias sexuais, e as usam como ‘”alimento da libido”. “Cada pessoa cria sua própria fantasia com aquilo que mais lhe excita, pois, a imaginação não tem limites e oferece a liberdade de experimentar várias situações sexuais, mesmo que apenas na mente”, explica.

Ela defende que muitas vezes uma fantasia sexual pode expressar o desejo por um determinado tipo de relação, por sexo anal, ou transar com mais pessoas ou até mesmo pela prática do sadomasoquismo, como no filme, mas que na maioria das vezes, essa fantasia é apenas uma forma de estimular o interesse pelo sexo.

O Instituto do Casal listou alguns fatos sobre fantasias sexuais:

Fantasia sexual acende a libido: pessoas com baixa libido geralmente têm poucas fantasias sexuais. Em muitos casos, conectar com as próprias fantasias pode propiciar ao casal ter uma vida sexual mais estimulante.

Sem monotonia: depois de um tempo de relacionamento, é comum a vida sexual esfriar. As fantasias sexuais são uma ótima maneira de fazer com que o sexo saia da monotonia.

O sexo para ele e para ela: geralmente, as fantasias dos homens são direcionadas para o ato sexual e as mulheres tendem a romantizar mais a situação.

Só de imaginar…: nem tudo que se imagina vai ser realizado. O sexo deve ser algo lúdico e criativo. As fantasias são excelentes para trabalhar o lado divertido do sexo, porque dificilmente serão realizadas em sua totalidade, mas o simples fato de se imaginar em uma situação sexual não convencional, pode aumentar o nível de excitação.

Sexo, amor e fidelidade: quando a fantasia sexual envolve uma terceira pessoa, mesmo que seja apenas na imaginação, alguns casais podem ter dificuldade para lidar com o ciúme ou até podem surgir dúvidas sobre o amor e a fidelidade. A dica aqui é conversar e analisar se é meramente uma fantasia ou um desejo real e assim avaliar em que medida isso é saudável para o casal.

Fantasias e fantasias: quando a fantasia envolve diversão, prazer, amor e intimidade entre o casal é sempre bem-vinda. Porém, é preciso avaliar se a fantasia sexual não ultrapassa os limites do bom senso e da lei.

Com informações do Instituto do Casal

Categorias: Vida Íntima