Sem banners disponiveis


Atendimento do PA será transferido para hospitais

0d6fca1c17b30f090150239a1410560d
Foto: Rádio Inconfidência

Nos próximos 30 dias, a partir da próxima segunda-feira, 1º, consultas e procedimentos médicos realizados rotineiramente pelo Pronto Atendimento Municipal passarão a ser oferecidos pelos postos de saúde e hospitais de Umuarama, em sistema de plantão. A Secretaria Municipal de Saúde adotou esta medida para não deixar a população desamparada enquanto a Procuradoria Jurídica da Prefeitura avalia recurso apresentado por uma empresa derrotada no processo licitatório realizado para contratação dos serviços.

A secretária de Saúde Cecília Cividini e o chefe de Gabinete e Gestão Integrada, Luiz Genésio Picoloto, explicam que o contrato com a empresa que atualmente presta os serviços médicos no PA venceu em dezembro de 2016. Na transição da gestão anterior para a atual, foi negociado um período aditivo de quatro meses ao contrato, para que a nova equipe pudesse realizar a licitação e definisse uma empresa para a continuidade do atendimento.

“O processo licitatório foi realizado com sucesso, dentro do prazo legal, porém uma empresa derrotada apresentou recurso e isso impede a assinatura de um novo contrato. Até que a situação seja resolvida, o que deve demorar cerca de 30 dias, o PA ficará sem atendimento médico e a população deve procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros ou o hospital de plantão, se for um caso de urgência e emergência”, orientou a secretária. Como acontece no PA, será necessário o encaminhamento dos postos de saúde – durante o horário de expediente – para que o atendimento seja realizado nos hospitais.

A secretária Cecília explicou que a empresa vencedora da licitação se dispôs a assumir o atendimento médico enquanto o processo é analisado pela Procuradoria. “A empresa está estruturada e pronta, com médicos e enfermeiros para iniciar o trabalho imediatamente, porém, por questões jurídicas, não podemos contar com os seus serviços até que o recurso seja julgado”, acrescentou.

Neste período, parte dos técnicos em enfermagem da Prefeitura que trabalham no PA serão remanejados para melhorar o atendimento nos postos de saúde. “As UBS vão absorver parte da demanda. Também firmamos uma parceria com os hospitais Norospar, Nossa Senhora Aparecida e o Cemil, que prontamente se dispuseram a prestar o atendimento nos plantões diários. Desta forma, ninguém ficará sem atendimento até que a situação seja definitivamente resolvida”, completou a secretária da Saúde.

“Assim que o recurso for julgado, firmaremos o contrato com uma prestadora de serviços médicos e o PA voltará ao funcionamento normal”, reforçou Picoloto, enfatizando que “a população não ficará desassistida, graças à compreensão e disponibilidade dos hospitais em garantir esse atendimento”.

RAIO-X

O serviço de Raio-X prestado pelo município, junto ao Centro de Especialidades Médicas (CEM) e ao Pronto Atendimento, será terceirizado. A Secretaria Municipal da Saúde informou que, após vistoria, a Vigilância Sanitária Municipal apontou que as instalações onde a população vem sendo atendida nos últimos anos não têm condições de abrigar o serviço. A vistoria foi feita no ano passado, mas a gestão anterior não providenciou as adequações nem a mudança para outra estrutura.

Como o prédio é particular, a Prefeitura não pode fazer melhorias. “Nós procuramos o proprietário do imóvel para solicitar as adequações, mas não houve interesse da parte dele. Por este motivo, decidimos desativar a unidade e terceirizar o atendimento”, esclareceu a secretária da Saúde, Cecília Cividini. Após a decisão, a secretaria informou que uma unidade radiológica da cidade será contratada para prestar o serviço de Raio-X à população de forma emergencial. “Vamos trabalhar com agendamento, como ocorre atualmente, e os pacientes serão atendidos em um ambiente mais adequado a partir de agora”, completou a secretária.

 

Fonte: Prefeitura de Umuarama

Categorias: Destaque,Saúde da Mulher